Search

Os 5 grandes medos que estão boqueando o seu sucesso


Você sabia que temos 5 grandes medos, ou dores emocionais que podem nos manter paralisadas em diversas áreas de nossas vidas? Esses medos ou dores podem estar atrapalhando você a avançar, a conseguir realizar os seus sonhos, desejos, a se realizar na vida a viver o relacionamento dos seus sonhos e muito mais...


São medos que todos experimentamos mais cedo ou mais tarde, com maior ou menor intensidade. O maior problema causado por essas dores é que elas nos impedem de avançar, por medo de sofrê-las ou senti-la ficamos presos em ‘zonas de conforto’ onde não há crescimento ou aprendizado e também não há sucesso.


Essas dores são: rejeição, ou medo de ser rejeitado, abandono, ou medo de ser abandonado; manipulação ou medo de ser manipulado; humilhação ou medo de ser humilhado; traição; ou medo de ser traído ou substituído (insegurança emocional).


Essas dores são criadas a partir de vivências, experiências que tivemos durante nosso desenvolvimento fetal e da primeira infância, ou também podem vir de experiências vividas numa vida anterior e que impregnaram de forma marcante nosso corpo etéreo.


Todas as nossas histórias e experiências vividas na primeira infância ficam armazenadas no sistema límbico e essas histórias geram emoções e reações no bebê que a partir daquela experiência, vai criar um schema de resposta àquela situação. Essa resposta será sempre a mesma quando a emoção básica for a mesma, criando dessa maneira uma repetição de histórias ou uma repetição de padrões em nossas vidas. Podemos chamar essas reações programadas de crenças profundas, que vão estar dessa maneira influenciando todas nossas ações no mundo.

Nem todos os padrões ou crenças são negativos, são apenas uma resposta à uma situação vivida, o problema é que as resposta que geram dor emocional são incomodas e claro, doloridas, dessa maneira tentamos evita-las sempre que possível, mas como elas são parte da nossa base emocional, isso se torna impossível. O medo dessas dores passa a governar inconscientemente nossas escolhas o que nos impede de avançar e de crescer em diferentes circunstâncias e situações.


Vamos detalhar agora como cada uma dessas dores influência nossa vivência e que tipos de problemas elas podem estar atraindo para nós, e dar algumas dicas pra te ajudar com isso:


1. Rejeição: o sentimento de ser rejeitado ou o medo de ser rejeitado, tanto pelo que se é quanto pelas idéias que se tem, pode fazer que uma pessoa nunca expresse quem realmente é, ou que nunca compartilhe suas ideias com os demais e que nunca tenha coragem de tentar algo novo ou desconhecido. As pessoas que se sentem rejeitadas, seja pelas demais pessoas, ou pelo mundo em geral, geralmente apresentam comportamento mais tímido ou fechado, tem medo de expressar suas opiniões, tem necessidade de agradar a todos, ou ao contrario se isolam do mundo. Isso faz com que ideia brilhantes muitas vezes nunca sejam expostas. Possíveis soluções, praticas: observe os seus sentimentos e perceba onde e quando se sente rejeitado, procure estar em ambientes e lidar com pessoas que aceitam suas ideias e que aceitem quem você é. Terapêuticas: seria interessante trabalhar as crenças e as razões inconscientes de se sentir rejeitado e ressignificar os sentimentos num atendimento de cura da criança interior


2. Abandono: o sentimento de ser sempre abandonado ou o medo de ser abandonando pode fazer com que essa pessoa permaneça em relacionamentos tóxicos, ou que aceite qualquer tipo de relacionamento simplesmente para não ficar sozinho. Esse sentimento pode gerar ansiedade ou depressão, a depender do ambiente em que esta pessoa viva. Ela poderá ter tendência a acumular coisas ou a comer demais para compensar a falta emocional que sente. Possíveis soluções: práticas: explique para as pessoas que convivem com você dessa sua necessidade de estar perto e de sentir amada. Se permita chorar para aliviar a tensão. Terapêuticas: aprenda a se amar e a

3. se dar o amor que espera dos demais, trabalhar a criança interior para se ressignificar o sentimento de abandono.


4. Manipulação: o medo de ser manipulado gera na pessoa a crença de que não é boa o suficiente. Acredita ser valorizada somente por aquilo que pode fazer para os outros, e acredita que todos tem um interesse escondido por traz de suas ações. Geralmente as pessoas com este medo se tornam pessoas mais frias, não demonstrando muitas emoções e sentimentos pois teme ser manipulada se demonstrar o que sente. Podem se tornar pessoas manipuladoras e insatisfeitas e ao mesmo tempo muito solitárias, mesmo se cercada de pessoas. Possíveis soluções: aprenda a valorizar quem você é não somente o que faz, e a dar valor às pessoas pelo que são. Terapêutica: trabalhar as crenças relacionadas à manipulação e a se sentir manipulada.


5. Humilhação: o medo de ser humilhado pode ser causado por um sentimento profundo de não ser bom o suficiente, atuando da mesma maneira que o medo de ser rejeitado, o medo de ser humilhado faz com que a pessoa não se exponha e seja muito metódica, planejando todos os passos com cautela, metodologia. Tem medo de se arriscar. Guarda para si os sentimentos seus e dos outros e pode acabar acumulando muita dor emocional por ter medo de expressar o que sente. Possíveis soluções: usar sua capacidade de planejar para elaborar seu plano com cuidado, mas não ter medo de executá-lo, aprenda a confiar na sua proporia capacidade de elaboração e criação. Terapêutica: ressignificar as experiências que fizeram com que a criança se sentisse humilhada. Trabalhar as crenças relacionadas a humilhação.


6. Traição: o medo de ser traído ou trocado pode levar uma pessoa a querer ser sempre o melhor e se tornar muito competitivo. Essa pessoa tem a tendência a não confiar completamente em ninguém, nem mesmo em si por ter sempre a impressão que será trocado. Elas têm sempre o medo de não serem boas o suficiente, ou podem se tronar perfeccionista ao extremo fazendo com que um projeto nunca seja concluído, pois nunca estará perfeito. Possíveis soluções: aprenda primeiro a confiar em si mesmo e no seu valor pessoal, foque sua mente no momento presente e no que está fazendo agira ao invés de estar sempre pensando que poderia estar em outro lugar. Use seu desejo de competir para competir consigo mesmo de forma saudável e aprenda a não ser tão rígido com seus projetos entendendo que tudo se aperfeiçoa com a prática e a execução. Terapêutico: trabalhar o amor de si mesmo de forma saudável, trabalhar a necessidade de ser perfeito senão será trocado, ressignificando o trauma infantil


Esses medos ou dores estão presentes em nós em diferentes graus e podem se manifestar de maneiras diferentes em cada um, dependendo da circunstância e do “trauma” gerado por esta no momento em que foram sentidas pela primeira vez. Uma delas, ou até mesmo todas elas, pode ser a emoção escondida que pode estar paralisando você de tomar as ações que vão levar ao seu sucesso em diversas áreas da sua vida.


Isso significa que não poderemos nunca superar esses medos e que estamos fadados a sofrer com esses “traumas” pelo resto de nossas vidas? Não, claro que não! O simples fato de reconhecer que esta dor existe em você e saber como lidar com ela já ajuda bastante na superação do “trauma”. Mas muitas vezes somente reconhecer não é suficiente, muitas vezes essas emoções podem gerar outras e diversas situações se acumularem fazendo com que a dor seja tão grande que a mente simplesmente entra em processo de negação por ter medo demais de olhar para o problema.


Esse assunto é bastante complexo e seria muito ousado tentar abordar tudo neste artigo, mas por experiência pessoal e profissional posso dizer que com a ajuda de um terapeuta e através do cultivo do autoconhecimento e do auto amor esses bloqueios podem ser vencidos e os “traumas” superados e o seu sucesso mais próximo do que você pode imaginar.


Há ainda muito o que se dizer sobre esse assunto e estarei falando sobre isso em outros artigos e conteúdos, portanto fique ligada!


Isabel Mendes é uma Coach Intuitiva especializada em Auto-Amor, Terapeuta de Energética e Analista Corporal, com a missão de ajudar as mulheres com propósito a alcançar grandeza em todas as áreas de suas vidas, aprendendo a amar a si mesmas primeiro criando sucesso de dentro para fora. Clique aqui para marcar uma conversa grátis: https://calendly.com/isabelmendescoach/20min

15 views0 comments